Direito Penal no Enfrentamento dos Problemas Sociais. 

Direito Penal deve ser coadjuvante e não protagonista no enfrentamento dos problemas sociais. Em outra oportunidade falamos sobre a banalização da prisão em casos envolvendo crimes do estatuto do torcedor, pontuando o  desrespeito à excepcionalidade da segregação do acusado antes do trânsito em julgado de sentença penal condenatória. Aquela reflexão, que parece piegas para todo…

O Cambismo e a Banalização da Prisão no Brasil

O cambismo e a banalização da prisão no Brasil: uma reflexão olímpica dos novos tempos Temos acompanhando, nos últimos dias, uma série de notícias nos mais diversos canais sobre uma onda de prisões de pessoas acusadas do “gravíssimo” crime de venda de ingressos com preços maiores do que aqueles que constam nos próprios bilhetes. O…

Medidas de Fronteira: Uma Estratégia Eficaz de Combate à Pirataria

Não há milagre nem fórmula mirabolante para frear o avanço da pirataria, aqui considerada a violação de direitos ligados à propriedade intelectual, portanto sem a acepção técnica adequada.

O crime, como fenômeno social, é algo que jamais será extirpado da sociedade, sendo a busca de índices baixos de sua ocorrência a verdadeira e real meta a ser perseguida.

O Novo Código Penal e os Crimes Contra a Propriedade Intelectual

Por ocasião da palestra que proferi em um dos painéis do Congresso Internacional da Propriedade Intelectual tive a oportunidade de estudar o Projeto do Novo Código Penal, que de forma audaciosa pretende reunir em um só instrumento toda a legislação penal brasileira.

A proposta é muito interessante e não temos dúvidas de que representa o anseio da maioria dos juristas, e que certamente contribuiria de forma extremamente positiva, especialmente no sentido de permitir que tenhamos o conhecimento do que é ou não crime em nosso país, tarefa hoje dificílima, dado o avanço da atividade legislativa que produz com invejável velocidade (e critica-se, critério) leis penais esparsas, muitas vezes “lançadas” em diplomas desconectados com o seu objeto.

Mas não é só esse o ponto. A leitura das justificativas da comissão pretende fazer crer que a pretensão foi adequar nossa legislação ao cenário atual, já que o código é oriundo de um momento histórico conturbado e que sofreria do mal do envelhecimento.

Por outro lado, o trabalho, ainda sobre o foco das justificativas, seria equilibrar penas, reconhecer ou não a relevância da proteção penal de determinados bens jurídicos e, assim, criar novos tipos penais e descriminalizar o que não fosse mais dotado de relevância jurídico-penal. Isso tudo sob o olhar da harmonização da parte geral, que seria capaz de dar leitura linear às condutas criminosas contidas na parte especial, refletindo ainda os anseios da realidade empírica.Como era de se esperar de uma tarefa de tamanha envergadura, ainda que confiada a renomados e experimentados juristas, as críticas quanto ao texto final do projeto são praticamente uníssonas.

O quadro que temos hoje é representado basicamente por dois grandes eixos, conduzidos por propósitos diametralmente opostos e que entendem o direito penal, ao que parece, sob ângulos igualmente contraditórios.

Crimes contra a Propriedade Intelectual: Projeto do Código Penal inclui crimes no texto.

Notícia veiculada no site do STJ anuncia que os crimes contra a propriedade imaterial serão inseridos no novo código e terão penas mais graves. A integra da notícia está abaixo e em breve publicaremos um artigo sobre o tema.

Novo Código Penal trará penas mais duras para violação de direito autoral

A comissão de juristas que elabora a proposta de reforma do Código Penal aprovou o aumento de penas para crimes contra a chamada propriedade imaterial, entre eles a violação de direito autoral. O plágio de obra ou de trabalho intelectual de outra pessoa também foi criminalizado e poderá acarretar em prisão de até dois anos. As mudanças foram aprovadas em reunião da comissão, na manhã desta quinta-feira (24).

importancia da vitima no processo penal de pirataria

A Importância da Vítima no Processo Penal da Pirataria

Nos últimos anos acompanhamos um notável crescimento na utilização da mídia pelas grandes empresas, no sentido de sensibilizar sobre os prejuízos que experimentam em função da usurpação de seus direitos, em especial aqueles ligados à propriedade intelectual. Aliás, assistimos não apenas a expansão no espaço midiático, mas também no surgimento e fortalecimento de diversas instituições…